Entrevista Exclusiva com a Jurada Flor, do Show de Calouros.


O que deixa o Silvio aborrecido?  Como ele fica?
  Erros no palco, atrasos, ou se ele etiver de mau humor qualquer coisa pode irritá-lo. O melhor é evitar passar por perto, pois ele fica muito irado e sem paciência.

Como é o camarim dele?
   Agora não sei como é o atual pois nunca entrei lá. Mas o antigo (do teatro) era confortável, um pouco estreito, mas bem decorado. 

Um jurado do Silvio Santos sempre foi tratado como celebridade.  Quanto ganhava um jurado de TV? 
   Naquela época não se ganhava como hoje. Para ter um bom dinheiro, você tinha de fazer muitos shows e eventos. Quando saí da tv, por eu ser sempre a boazinha, era que menos ganhava. O valor era R$600,00. O Décio tinha mais anos de casa e por isso ganhava mais. Isso não era o correto, mas na época, como eu disse, eu trabalhava por amor e não ligava. Eu nunca pedi para equipararem meu salário com o dos demais.

É verdade que vocês não podiam usar perfume perto do Silvio?
   Sim. Ele era muito alérgico. Hoje já fez tratamento e melhorou, mas eu não arriscaria ir perto dele de perfume.

Você já sofreu boatos de ter caso com o Silvio Santos? Como você reagiu?
   Nunca, pois eu sempre tive o carinho dele e o tinha como um pai. As pessoas viam que era pura nossa amizade,que se estendia somente nas gravações.. 

Foi dele a decisão de transformar você em uma das apresentadoras do Novo Show de Calouros?  Como foi isso?
  Sim. Ele sabia que depois de me tornar jurada, meu sonho era ser apresentadora. Então, ele deu chances a todos e depois eu fiquei no comando com dois de meus colegas. A tendência era ficar somente comigo no comando, mas o programa terminou antes disso.

Qual a lembrança mais marcante que você guarda do Silvio Santos nesses anos trabalhando com ele?
    Um homem que valorizava meu trabalho e que ensinava apenas com seu jeito de trabalhar. Agora, lembrança de algum programa em especial, foi a primeira vez que ele deu o programa para eu apresentar e ficou no meu lugar, como tele-moça.

Como é a sua relação com ele hoje em dia?
  Depois que minha mãe faleceu em 2000, nunca mais fui falar com ele, pois eu tinha o receio de parecer estar forçando um trabalho, e não era essa a impressão que eu queria dar. Ele ficava sem graça e dizia que não tinha nada para mim e eu dizia que tudo bem, pois eu só estava ali para saciar um pouco a saudades. 

Você é grata pelo que ele fez por você na TV ou ficou alguma mágoa?
   Sim, sou muito grata, é claro, pois ele acreditou em mim em uma época em que estava se mandando tele-moças embora e mesmo assim me deu o emprego. Amo muito o Silvio e por isso jamais sentiria mágoa, mas acho que ele poderia ter me colocado em uma das Casa dos Artístas, pois a grana seria maravilhosa para mim.

 

página anterior

continuar entrevista